Os Filmes de Horror na Década de 90

Quando se fala no cinema de horror, normalmente lembramos das décadas de 60, 70 e 80 como a fase clássica e os anos 2000 como o horror moderno. Mas pouco se fala dos anos 90 como referência, assim como muitos filmes lançados na década foram relegados à segundo plano, não recebendo o destaque que mereciam.

Os filmes citados abaixo não são os “melhores” da década ou coisa assim mas apenas algumas das pérolas, ora esquecidas, ora desprezadas, lançadas no último suspiro do século 20.

É tempo de continuações!

New Nightmare (1994)

Em 94, Wes Craven decidiu retornar à série que o fez mundialmente famoso e, com uma idéia bastante inventiva, acabou por dar um fim digno à franquia de Freddy Krueger.

O Novo Pesadelo introduziu um plot com meta-linguagem, onde astros do universo “Nightmare on Elm Street” como Heather Langenkamp, Robert Englund, John Saxon e o próprio Craven acabam afrontando o monstro dos pesadelos na “vida real”, descobrindo que o mito que ajudaram a criar havia ganho vida.

Este filme foi uma espécie de salvação da série, que vivia momentos turbulentos através de sequências fraquíssimas, sem criatividade e que abandonaram completamente o lado assustador que fez a fama do original. Com  a boa idéia de trazer Freddy ao mundo real, Wes Craven conseguiu dispensar a necessidade de seguir de onde a ultima sequência havia deixado e pôde retornar ao objetivo inicial que era fazer um longa de terror, não mais um terrir cheesy e caça-níquel.

Mesmo não se saindo muito bem no box-office, O Novo Pesadelo foi uma das melhores sequências da franquia.

The Exorcist III (1990)

No início da década, “O Exorcista” ganhava mais uma continuação e muita desconfiança rondava a produção. Se por um lado, esta contava com a direção de William Peter Blatty, inspirado por sua novela Legion e com atores do nível de Brad Dourif e George C. Scott, por outro a segunda parte foi um desastre completo, uma bomba total no box-office e nome frequente nas listas de piores continuações de todos os tempos.

Eis que o filme saiu, sob forte intervenção da produtora Morgan Creek tentando “adaptar” a história para tornar-se mais próxima do original e passou longe de chamar muita atenção, mesmo com os nomes envolvidos.

Entretanto, se O Exorcista II é figura carimbada entre os piores, esta terceira parte é uma das continuações mais subestimadas da história, contendo cenas assustadoras, idéias renovadas em um universo sem tantas alternativas e um clima semelhante ao original mas com personalidade própria, mesmo com todas as intervenções dos produtores.

Halloween H20 (1998)

O revival dos slashers no meio dos anos 90 pode não foi grande coisa, já que gerou centenas de cópias bagaceiras de Pânico e similares. A franquia Halloween vinha em total decadência depois da péssima parte 6, com druídas e runas por todo lado. O que poderia nascer dessa combinação ? A melhor continuação da saga de Michael Myers desde a parte IV, seguindo uma linha remetente ao original, excluindo os devaneios sobrenaturais de seus predecessores e voltando à velha forma.

O retorno de Jamie Lee Curtis é um grande atrativo, colocando Laurie Strode como a personagem central, dessa vez acompanhada de um filho, convivendo com o medo de ter Myers de volta em sua vida. A conclusão do longa também seria um final satisfatório para o vilão, caso os produtores não decidissem lucrar (e acabar de vez) com a fama repentina que o filme adquiriu em seu lançamento, lançando outras continuações horríveis.

Apesar de alguns maneirismos cretinos da época (como ter um rapper de ator no elenco), H20 é a continuação que a maioria dos fãs aguardavam e que gostariam que tivesse fechado de vez a franquia.

Army of Darkness (1990)

Após o interessante Darkman, Sam Raimi decidiu concluir a trilogia Evil Dead com um episódio novo. Ash estava de volta, desta vez na idade média e com mais budget que nunca.

Sendo honesto, Army of Darkness é um filme muito divertido e com todos os ingredientes para ser um “cult” mas não é o meu preferido, nem mesmo acho que esteja no nível dos outros dois, o original sendo um filme de horror formidável e sua continuação sendo a melhor mistura de dois mundos tão distintos e ricos em conteúdo.

Independente disso, Army of Darkness deve ser a continuação mais bem-sucedida nesta lista, o mais bem cotado em termos de público, com mais um desempenho fantástico de Bruce Campbell e cenas memoráveis como a hilária situada em um moinho e o final bem sacado, concluindo satisfatoriamente a trilogia mas não excluindo todas as possibilidades de uma quarta parte.

Children of The Corn III (1995)

Surpreendentemente, esta terceira parte da longa (e dispensável) franquia originada apartir de um conto de Stephen King é, não apenas a melhor sequência, como o melhor filme em toda a série. Levando o culto rural para a cidade grande, Urban Harvest tem uma quantidade satisfatória de gore, bons momentos como o final em um terreno baldio e um clima sombrio mais convincente do que o original de 1984.

The Texas Chainsaw Massacre III (1990)

Infelizmente nenhuma sequência fez justiça ao original mas esta terceira parte é, sem dúvida, a que melhor segue o legado do clássico de Tobe Hooper,diferindo do seu subestimado predecessor splatter-fest/humor negro.

A presença de veteranos no estilo como Ken Foree e William Butler, além de um então desconhecido Viggo Mortensen, garante um interessante charme camp para o filme.

Um dos trunfos de “Leatherface” é não ter a pretensão de se igualar ao primeiro, preferindo ser apenas um filme interessante e divertido dentro do universo da série, o que temos de melhor em termos de continuações que foi bem sucedido em manter o clima do original (incluindo o remake e suas crias).

O Material original

The Ugly (1997)

Este thriller neo-zeolandês é um completo desconhecido por terras brasileiras mas não deveria. Uma psicóloga é designada para tratar um paciente/serial killer da qual alega que vozes o mandam matar. Ao se envolver, a doutora percebe que as tais vozes não se tratam apenas de alegações de um paciente com problemas mentais.

The Ugly é um eficiente exercício sobre a mente de um assassino, envolvendo um sentimento dúbio pela qual o espectador não sabe se deve c0nfiar na franqueza do personagem interpretado por Paolo Rotondo, podendo se tratar de um artifício para seduzir e enganar a psicóloga.

Além disso, o filme também encontra forças em seu realismo, sem exagerar em ladainhas psicológicas e com um bom gore para manter o espectador ligado até o fim.

Event Horizon (1997)

Utilizando o espaço e isolamento de uma nave futurista, este sci-fi sombrio de Paul W. Anderson, coloca a tripulação da nave “Event Horizon” em uma outra dimensão denominada “puro caos”, iniciando uma possessão geral através de uma força demoníaca, causando mortes, estupros e descontrole.

Com a presença de atores como Sam Neill e Laurence Fishburne, este ótimo longa é uma das melhores surpresas em termos daquela boa e velha combinação “Ficção Científica/Terror”, que rendeu tantos frutos no passado.

In The Mouth of Madness (1994)

Neste injustiçado e esquecido filme de John Carpenter, Sam Neil encarna um especialista em fraudes, contratado por uma editora de livros para encontrar um famoso autor de livros de horror, Sutter Cane, que desapareceu sem deixar rastros. Inicialmente achando se tratar de um truque publicitário, ele aceita o caso e, na medida que aprofunda sua investigação, descobre que os livros de Cane provocam sensações estranhas nos leitores, incluindo pesadelos e descontrole. O personagem de Neil começa a viver em uma espécie de mundo paralelo, habitado por criaturas terríveis e dominado por uma instituição chamada “Igreja Negra”, até encontrar Cane e descobrir a verdade por trás dos seus livros.

Além de ser um dos melhores filmes de Carpenter na década de 90, “Madness” possui um final brilhante envolvendo meta-linguagem. Este longa é também o que fecha uma espécie de trilogia criada pelo diretor, com temas apocalípticos, precedido por The Thing e Prince of Darkness.

Atores como Charlton Heston (em uma participação especial) e David Warner (que participou, como vilão, de várias conhecidas produções de horror como “A Profecia” e o cult “Waxwork”), completam o cast, encabeçado pelo sempre competente Neil.

Lord of Illusions (1995)

Apesar de Clive Barker pós-Hellraiser ser bastante irregular, este filme de 1995 (seu último) é um dos melhores exemplares do que o escritor britânico fez enquanto estava na cadeira de diretor.

Baseado em uma história curta, presente no sexto volume de “Books of Blood”, o roteiro fala sobre os limites entre mágica, ilusão e realidade, quando o ilusionitsa Swann performa uma mágica que acaba saindo errado e o mata, levando sua esposa a contratar o detetive Harry D’Amour afim de investigar as estranhas circunstâncias de sua morte. D’Amour descobre que o mago está vivo e os dois precisam combater um antigo ilusionista que fora revivido por seus seguidores e escolhe Swann para ajudá-lo a destruir a humanidade.

Barker utiliza um estilo noir, como homenagem, unindo com tendências mais “recentes” como profusão de gore (recurso que faz parte preponderante do trabalho de Clive), em especial nas cenas conclusivas.

Jacob’s Ladder (1990)

Tim Robbins, no papel que o trouxe para os holofotes de hollywood, encarna um veterano do Vietnã que retorna para casa e passa a ter alucinações relacionadas à pessoas com chifres e seu falecido filho. Jacob é contatado por um dos seus companheiros de guerra, contando que também está sofrendo de alucinações, até ser morto quando seu carro explode.

Um homem chamado Michael Newman procura o protagonista e conta que seu batalhão foi usado para experimentar uma droga (chamada “The Ladder”) desenvolvida durante a guerra, com a finalidade de aumentar a agressividade dos soldados, o que acabou resultando em um massacre promovido no batalhão.

Muitos segredos são revelados até o fim, da qual vale a pena ser visto para entender o que realmente aconteceu ao soldado Jacob.

A droga, The Ladder, foi baseada em uma droga real chamada BZ, alegadamente utilizada pelo governo americano afim de aumentar a agressividade dos soldados durante a guerra no Vietnã.

The Relic (1997)

1997 foi um bom ano para filmes de horror com temática de ficção científica, com The Relic não fugindo à regra. Um pesquisador do museu de história natural de Chicago, retorna de uma viagem à América do Sul, trazendo suas descobertas através de um navio. A polícia descobre que a tripulação sofreu mortes violentas, que voltam a ocorrer no museu que recebe a carga. Vincent D’Agosta, um investigador, conta com a ajuda de uma pesquisadora afim de descobrir qual seria o conteúdo da carga trazida para o museu, enquanto uma enorme e ameaçadora criatura reptiliana ronda o local, chamada Kothoga.

The Relic traz de volta a tradição dos filmes de monstros mutantes ameaçando uma cidade, tema comum em filmes da década de 50, atualizado para a época, ganhando um R Rated pelo generoso gore que possui.

Henry: Portrait of a Serial Killer(1986/1990)

Apesar de ser tecnicamente feito nos anos 80, Henry só foi lançado em 1990. Filmado com um budget de 110.000 dólares, este filme é considerado um dos mais realistas no que tange à produções sobre Serial Killers por sua natureza sombria e cenas perturbadoras.

Parcialmente baseado na vida de Henry Lee Lucas, a história segue o assassino e seu parceiro Otis cometendo crimes, inicialmente contra prostitutas, até uma chocante cena em que matam brutalmente uma família, enquanto gravam com uma câmera.

Seu lançamento foi extremamente atrasado pelo ataque massivo do MPAA, afim de cortar todas as  cenas mais perturbadoras (o que corresponde à todas as cenas em que Henry e seu parceir0 cometiam homicídios!). Apenas em 1990, pôde ser lançado sem cortes nos EUA.

Um dos melhores filmes dessa lista, sem dúvidas!

Ravenous (1999)

Um soldado na guerra entre México e EUA em 1847 é promovido capitão por sua coragem mas acaba transferido para um posto remoto em Sierra Nevada por ter chegado à promoção através de um ato covarde. Chegando no local, ele encontra os membros da expedição local e um estranho homem chamado Colqhoun que alega ter se perdido pelo local junto ao seu grupo e cometido canibalismo para sobreviver à fome.

Os presentes no forte em Sierra Nevada acabam organizando uma busca afim de encontrar sobreviventes que estariam junto à Colqhoun até serem traídos pelo estranho e se encontrarem em uma armadilha preparada por um homem viciado em comer carne humana, da qual descobriu sobre o mito da criatura Wendigo e os poderes de recuperar ferimentos mortais.

O modo irônico que Ravenous trata temas pesados como canibalismo acabaram o qualificando como um filme de humor negro, apesar de cenas bastante gráficas e um perturbador roteiro sobre os limites do ser humano em situações extremas.

Cemetery Man (1994)

No último filme de horror até então, do promissor diretor italiano Michele Soavi, temos a história de um coveiro, acompanhado de um assistente deficiente mental, que precisa viver com o fato de que os mortos ocasionalmente se levantam e ele tem o trabalho de os “matar” para que não invadam a cidade.

Em um funeral, ele acaba se apaixonando pela viuva de um homem velho e muito rico, que morre vítima do zumbi de seu marido, levando o coveiro a ter de matá-la e perdendo a fé no seu trabalho e sua obrigação de acabar com os mortos.

O bizarro filme de Soavi acaba trazendo personagens como a “morte”, espectros representando o amor e a morte, o romance entre o assistente e um zumbi e o final lúdico, sem fazer tanto sucesso em seu lançamento mas ganhando o rótulo de cult movie anos depois, pelo crescente interesse que despertou.

13 comentários

  1. boa lista ,e çembrou de uns filmes que já tinha até esquecido. espero contar com umanova lista ou seguência assim como os filmes de terror.

  2. Há tempos, procuro por um filme em que a rede globo transmitiu pelo “Super Cine” uma vez por volta de 2002. O filme é de terror, trata-se de morcegos assassinos que atacavam as pessoas. Há também vampiros neste filme, que quando atacavam as vítimas, elas tornavam também vampiras. Alguém poderia me ajudar a encontrá-lo? Pensei que o nome fosse “Morcegos”, mas de todos os filmes com “morcegos” no título nenhum é referente a esse que procuro. Lembro que no começo do filme, uma mulher estava dentro de um elevador quando um enxame de morcegos começou a aparecer das entranhas e a massacraram a mulher…

    1. texas sangrento é isto o filme que procura tambem conhecido como
      um drink no inferno 2 (texas sangrento)
      tem um drink no inferno 1
      e um drink no inferno 3 a filha do carrasco
      são todos bons filmes

  3. Pô, e cadê Pânico? Foi ele que reviveu os filmes de psicopata em 1996, depois dele vieram um monte de filmes copiando, e algumas sequências de filmes que pararam na década de 80.

  4. Eu quero saber do nome de um filme bem antigo que tem um palhaço na historia, só lembro da capa do filme, tinha um garotinho loiro nela. Nao lembro de muitos detalhes..só sei que o filme é bem confuso, pelo menos na idade que eu tinha quando assisti,era confuso,eu lembro de ter assistido com 8 anos, e hj tenho 18..quero muito saber desse filme.ele me assustou muito e quero me lembrar exatamente o pq.graças a ele tenho mto medo de palhaços,e quero perder esse medo.se puder me ajudar,eu fico muito grata.

  5. oi gostaria de saber o nome de um filme antigo que amigos estao indo para uma festa e erram o caminho e encontram uma casa abandonada e uma moça acha um batom no banheiro e pega.e um monstro fica obcervando um casal transando e depois esse montro transa com um deles,ai eles volta e acha a festa ai a mulher que achou o batom empresta para a amiga e ela vai passar ai sai uma cobrinha do baton e entra na boca dela e depois entra entre as pernas delas ai ela volta para festa e começa a dançar no palco e tira a blusa e pede para um dos caras colocar a mao do peitos dela e os peitos delas pega a mao do cara e mais ou menos assim a historia queria muito saber o nome desse filme ele e antigo acho que e de 1990,1994 por ai..

    1. a noite dos demonios 2
      filme se encontra no site cinepredador
      e esta em audio original ingles mais é otimo
      você também poderia procurar pelo filme seguinte
      que é o filme 3 chama-se – a casa do diabo
      é a mesma casa o mesmo demonio
      o demonio se chama Angela este vc encontra dublado
      o filme 1 que é o primeiro eu não recomendado muito ruim ,assim como o remake que fizeram de filme 2 ,

  6. Ninguem sabe? o nome do filme em que um homem e descendente indigena e o chefe da tribo dos seus antepassados faz um ritual em que ele tem que passar a noite dentro de um circulo (circulo de proteção), e começa a ver criaturas da noite, Mas tem uma hora que ele vê sua namorada pedindo socorro e sai do circulo (e quase se ferra)Esse filme passou na Band. Me ajudem!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s